E OS GATINHOS DA MINHA RUA? VÃO ME TRANSMITIR ESPOROTRICOSE?

Dra. Claudinha

E OS GATINHOS DA MINHA RUA? VÃO ME TRANSMITIR ESPOROTRICOSE?

Drª Claudinha, moro numa comunidade e no meu beco tem muitos gatos, inclusive uma família com três gatinhos. Estou com medo deles me passarem esta doença de gatos que o jornais estão falando. Tenho uma cachorrinha. E se ela brincar com os gatinhos? Tem vizinho querendo colocar veneno pros gatos. Mas isto eu não quero não!

Ana Lúcia Caetano, RJ.

Acho que você está se referindo a epidemia de esporotricose no Rio de Janeiro. Fique tranquila. Não se pega esporotricose só por ter gatos nas vizinhanças.

A doença é zoonose. Pode ser transmitida do gato para o ser humano. Acontece que não se pega a esporotricose ao passar perto de qualquer gato. A transmissão pode acontecer pelo contato com fluidos das lesões da pele de gatos infectados, portanto quem tenta ajudar gatinhos de rua precisa estar de luvas e lavar bem as mãos após manuseio. Mordidas e arranhaduras também podem transmitir.

Na verdade este fungo está no solo, vegetais, palhas. É considerada uma doença profissional, daquelas pessoas que mexem na terra como jardineiros e lavradores. Gatos adquirem também mexendo no solo e dai transmitem a outros gatos, pessoas e cães.

Existe tratamento eficaz, contudo é relativamente caro e longo. Infelizmente, gatinhos de rua não tem tutor que os leve ao veterinário e custeie o tratamento.

ONGs de proteção animal sérias estão há tempos, travando uma batalha contra a doença em gatos abandonados em parques e praças, mas como não há doações suficientes, a incidência, que vem aumentando desde a década de 1990, disparou e a epidemia se instalou na cidade.

Você tem dúvidas se os gatos das cercanias de sua casa estão doentes? Bem, a doença determina ulcerações feias no animal. Procure o CCZ! O telefone de lá é 21 3395-1595. Aqui no RJ, também o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman  e a Suipa oferecem atendimento a baixos custos.

O que não dá é deixar seus vizinhos culparem os gatos!!!. Converse com eles. Conte o que você leu aqui!

A DOENÇA TEM TRATAMENTO. DEPENDENDO DO CASO NÃO HÁ NECESSIDADE DE EUTANÁSIA!

A foto é de um gatinho adotado de um abrigo, tratado por colega veterinária e que respondeu bem ao tratamento.http://vidadeveterinaria.com.br/vidadeveterinaria/esporotricose-em-gatos/

comentários