Pets e barulho nas festas de final de ano. Um tema recidivante!

Dra. Claudinha

Pets e barulho nas festas de final de ano. Um tema recidivante!

Pode até parecer um assunto muito batido, mas recebi há um mês uma cartinha sobre isto. Marlene, tutora de dois dachshunds, fez mais um desabafo do que uma pergunta. A família que viajar para um praia no réveillon. Ela teme por seus cachorrinhos, inclusive um deles, cardíaco com 13 anos. Os fogos de artifícios atormentam os dois. Eles “morrem” de medo! disse ela, que não sabe o que fazer…

Pois é. Entra ano e sai ano e a gente sempre se preocupando com os bichinhos no réveillon. Há notícias de um número cada vez maior de cães que fogem de casa, de pássaros encontrados mortos, de gatos que pulam a janela. Por que? Porque o barulho dos fogos de artifício, foguetes e rojões os ATERRORIZA!!

A audição de cães e gatos é muito mais acurada do que do ser humano. Ouvem muuuuuito! Dói no ouvidinho deles. Ainda por cima, eles não sabem o que está acontecendo, temem por sua vida e pela dos tutores. Para eles é sinal de perigo iminente. MEDO, PAVOR, PÂNICO. É o que sentem.

Com os pássaros a vibração do barulho os faz ter morte súbita. HORROR.

Há no mercado opções para amenizar como caixas anti ruído e vibração, coletes compressivos e faixas de algodão que ao comprimirem o tórax ajudam um pouco, medicamentos  (que só seu médico veterinário pode receitar!), contudo não são 100% garantidos.

A gente cita algumas dicas que também podem diminuir a tensão de seus pets, como:

  • deixar seu pet num ambiente tranquilo, conhecido, com música suave e na parte interna da casa;
  • oferecer um petisco que ele ame um pouco antes da queima de fogos;
  • deixar armários ou caixas abertas para que o pet possa entrar e se esconder;
  • trancar bem os portões e fechar janelas (o que diminui ainda mais o som dos rojões);
  • não deixá-lo sozinho.

Enfim, apesar de todas as campanhas para que não tenham rojões e foguetes e até que este hábito não exista mais, melhor tentar diminuir o sofrimento de nossos amiguinhos. Ou quem sabe até desistir de sair e ficar com eles?

 

Afinal, o quê de bom há em soltar foguetes e rojões?

comentários